Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ah, o baby shower!

por A Pipoca Mais Doce, em 04.06.13

Algumas pessoas próximas começaram a perguntar-me se eu estava a pensar fazer um baby shower e eu disse sempre que não. A expressão "baby shower" acendia em mim um alerta estridente que metia, entre outras coisas, americanas histéricas, mulherio adorador de criancinhas, bolos de fraldas e uma tarde inteira a debater temas tão interessantes como "o meu filho é mais inteligente do que o teu" ou "amamentei a Teresinha até aos 38 meses e não me arrependo nada". Pois, obrigadinha mas não. Na verdade, para que raio serve um baby shower? Segundo andei a pesquisar, diz que é uma espécie de despedida de solteira mas para grávidas (e sem meter chapéus com pilas). É uma despedida da vida sem filhos, aquela pela qual viremos a chorar rios de lágrimas de saudades, e é também uma espécie de recepção ao novo membro da família. Diz que é suposto falar-se MUITO sobre a criancinha que está para chegar e que os convivas devem aparecer carregadinhos de presentes, quais Reis Magos em visita ao Menino Jesus. Pois, pois, pois. Na verdade eu não quero nada disto, mas gosto da ideia de juntar os amigos todos, de passarmos uma tarde a enfardar e de fazermos umas fotos giras. É este o meu conceito de baby shower: comida e fotos. E, assim sendo, estou tentada a vacilar. Mas, claro, estou receptiva a outras ideias altamente espectaculares. Alguém tem e quer partilhar??? Ouvi falar de convites deslumbrantes, recuerdos para os convidados, decorações dignas de capa de revista, jogos e outras cenas altamente elaboradas. Não pode mesmo ser só comes e bebes? E fotos?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35


43 comentários

De Juless a 04.06.2013 às 11:02

A expressão "baby shower" acendia em mim um alerta estridente que metia, entre outras coisas, americanas histéricas, mulherio adorador de criancinhas, bolos de fraldas e uma tarde inteira a debater temas tão interessantes como "o meu filho é mais inteligente do que o teu" ou "amamentei a Teresinha até aos 38 meses e não me arrependo nada". Pois, obrigadinha mas não."
Completamente!

Essas imagens dizem tudo! A comida parece ser tudo coisas carregadinhas de açucar e corantes!
Agora nesta época do ano que temos frutas deliciosas. Já estou a imaginar umas taças coloridas com umas belas frutas e sumos naturais soa muito melhor!
e pronto gelados!! Tem que ser!

Eu não irei fazer porque a maior parte das minhas amigas está longe, infelizmente :(

Penso que um encontro deste genero deve servir sobretudo para a mãe relaxar um bocadinho e ganhar mais autoconfiança para uma fase que se avizinha dificil, junto de pessoas que a animem.

O resto é acessório.

Comentar post






Digam-nos coisas

apipocamaisdois@gmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D