Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Médicos? Para quê?

por A Pipoca Mais Doce, em 29.07.13

Uma coisa que também gosto muito e a que tenho assistido com frequência aqui na caixa de comentários, são leitores a dizerem uns aos outros coisas como "o seu médico não percebe nada", ou "foi mal assistida", ou até, como li, "o director de pediatria do hospital não sabe o que diz". De repente, toda a gente é médica. De repente, toda a gente é enfermeira especializada em neonatologia. De repente, toda a gente nasceu com os mais altos conhecimentos pediátricos. Acho bonita a leviandade com que se diz que o médico A ou o profisisonal B não percebe nada do assunto. A leveza com que se põe em causa a profissão dos outros, só porque se pensa de outra maneira. E, pelo modo como algumas pessoas escrevem, ficamos a achar que estamos todos entregues a uma cambada de incompetentes que não faz a mínima ideia do que anda para aí a fazer. E, pior, somos umas burras por confiarmos naquilo que nos dizem e que, burras, burras, burras, acreditamos ser o melhor para nós e para os nossos filhos. Futuras mães deste meu país, quando parirem as vossas crianças (sobretudo se for a primeira vez) e o obstetra, o pediatra ou qualquer outro profissional de saúde vos disser para fazerem assim ou assado, não se fiem nisso, que esses sacanas só vos querem é enganar! Liguem antes um computador, acedam à net, e juntem-se àqueles fóruns de mães onde perguntam coisas do género "o médico receitou o medicamente X ao meu M. mas não me apetecia gastar dinheiro sem saber se funciona, o que é que acham?". E depois fiquem ali a absorver 210 respostas diferentes, mas todas muito pertinentes e certeiras. Médicos?? Para quê, se há mães tão iluminadas neste mundo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:23


55 comentários

De NV a 29.07.2013 às 14:24

Pipoca concordo com o que diz, mas mais do que por terem opiniões médicas fico mesmo chocada é com a forma arrogante e desrespeitosa como as transmitem.

Apesar disto queria só ressalvar que nem 8 nem 80, os médicos também se enganam frequentemente e emitem opiniões erradas por preguiça de se informarem melhor. Um exemplo disto e que, enquanto médica veterinária me revolta, é a grande maioria dos médicos ERRADAMENTE dizer às grávidas que têm de se livrar dos seus gatos devido à toxoplasmose. Isto foge um pouco à área deles e entra mais na minha, é certo, mas bastava abrirem um livro sobre parasitologia ou mesmo um artigo na net para pararem de dar informações erradas às pessoas e que levam a consequências desastrosas para os animais!

Fica o desabafo.

De Sofia a 30.07.2013 às 19:11

Não conheço nenhum médico que recomende mandar um gato para a mata só porque uma mulher engravidou. ;) Recomendam sim, medidas de higiene ou o reforço das medidas de higiene e explicam o porquê dessas medidas, até porque a área de conhecimento dos médicos inclui tudo sobre as zoonoses, por razões mais do que óbvias. O problema é que a maior parte das pessoas e, principalmente, aquelas que até nem gostam muito de gatos, ouvem as palavras doença e gatos e entram em radicalismo "mais vale cortar o mal pela raiz e livrar-me, de vez, do gato". Mesmo sendo veterinária, como ser humano que é, conhece com certeza algo sobre comportamento humano. ;)

De Ana a 29.07.2013 às 15:09

Por ter confiado cegamente numa equipa médica perdi o meu filho mais velho em 2008, o António.

Questionem sempre o porquê das coisas e sigam o vosso instinto.

De Isa a 29.07.2013 às 15:36

Nem mais! Na profissão de médico, tal como em todas as outras, existem sim diferentes profissionais e obviamente diferentes abordagens, métodos e opiniões para uma mesma questão. Dai a correr os que não vão de encontro à opinião das pessoas a atestado de incompetência vai uma distância gigante. Sinceramente, algumas afirmações, na minha opinião, chegam a ser preocupantes pois fazem-me pensar como vai alguém proceder caso não concorde com um determinado diagnóstico que o médico faz ao seu filho e nem tudo passa com o amor incondicional da mãe...quem dera :)

De Anónimo a 29.07.2013 às 18:11

São mães iluminadas que por acharem que "os médicos nunca percebem nada" fazem asneira atrás de asneira e pensam "ao menos não vou atrás das ordens de ninguém; posso fazer tudo errado, mas tenho cabecinha para pensar por mim!" GOD!
Beijinhos pipocaaaaaaa :)

De Anónimo a 29.07.2013 às 18:24

Obrigada pela sua opinião! Como médica não podia concordar mais!!

De accteixeira a 29.07.2013 às 20:46

ola!!! li este post com um sorriso no rosto. porquê? é simples, sou Técnica de Radiologia (aqueles indivíduos que fazem Raio-x, TAC, Ressonâncias Magnéticas, mamografias... etc, todos os exames imagiológicos) e todos os dias aparece alguém que sabe mais do que o médico que o atendeu, que não quer fazer a preparação que nós estamos a pedir, que quer fazer tudo à sua maneira só porque leram na Net, e lá não dizia que era assim.........
é de rir, isto porque não vale a pena puxar os cabelos e espernear pois ninguém nos leva a sério porque na net diz o contrário.... cabe-nos uma bela dose de paciencia e explicar que nem tudo que diz na Net é verdade, e tal e coisa e pardais ao ninho, mas no fim eles é que sabem... pois leram na Net...

De Sofia a 29.07.2013 às 22:16

Excelente!!!!
Nao diria melhor. ;-))))

De Ana a 29.07.2013 às 23:42

Olá,

Eu acho que embora o post da Ana não fosse na verdade bem sobre isso, também lança uma outra questão interessante e muito relevante que entretanto foi sendo abordada que é a participação e o envolvimento dos pais nas saúde dos filhos. Revi-me bastante no post que uma médica deixou lá atrás: tenho um filho com uma doença rara e, depois de três anos nesta vida de médicos, terapeutas, enfermeiros e técnicos várias vezes por semana, de facto tenho as minhas próprias opiniões e faço as minha próprias pesquisas. Já recusei delicadamente sujeita o meu filho a alguns exames, já insisti até que lhe prescrevessem outros, num dos vários médicos que o acompanham altera terapêuticas sem me perguntar o que penso, os internamentos ou não são conversados e negociados...

Bem sei que o meu caso é uma situação excepcional e, felizmente, rara, e que a maior parte dos pais não tem necessidade de ter uma postura tão interventiva perante uma situação normal e as doenças comuns de crianças.Mas na verdade acho que os pais, no geral, são muito passivos no que toca à saúde das suas crianças. Da mesma forma que não se manda uma criança à escola pensando e esperando que os professores a ensinem e eduquem e nos cabe fazer muito desse trabalho, acredito que no que toca à saúde deles essa postura também é de ter.

Abraço,
Ana

De Ana Pinto a 30.07.2013 às 02:51

Este post demonstra bem a inexperiência da maternidade! Talvez daqui a uns anos ja penses de maneira diferente, e não facas tudo o que os médicos mandam, pensando e decidindo mais pela tua cabeça e menos pelas dos outros! Afinal, quem conhece o bebe melhor que ninguém?! São os médicos? Ou são os pais que passam com eles 24h por dia?!

De O Mustang do Enzo a 30.07.2013 às 06:49

Olá! A que disse que o diretor de pediatria do hospital estava mal informado fui eu! E estava mesmo! Eu sou a maior defensora de que os nossos filhos devem ter sempre assistência profissional vs. sabedoria popular (crenças/fóruns/whatever). Mas um pediatra dizer que o leite da mãe é fraco, acha que é uma pessoa que está devidamente actualizada no que à sua área de intervenção diz respeito? Provavelmente é um excelente médico, de outro modo não seria diretor de pediatria de um hospital (e estou a ser muito sincera quando digo isto) mas provavelmente também deveria fazer umas formações/reciclagens para se actualizar. E não, não estou a denegrir o médico com base no que leio em fóruns. A minha opiniao fundamenta-se em estudos feitos e publicados em livro por diversos pediatras que certamente estão mais a frente do que o dito médico relativamente à temática da amamentação. Só isso. Os médicos são respeitáveis, precisamos deles sem duvida, mas também deveremos ter algum sentido critico.

Beijinhos

De Anónimo a 31.07.2013 às 19:42

Realmente um director da pediatria falar que o leite da mãe é fraco esta completamente mal informado e desactualizado , não precisamos ir muito longe para desmentir isso, a OMS deixa isso bem claro que não existe leite materno fraco, pode existir pouco leite que é facilmente resolvido com o aumento das mamadas para estimular mais as mamas a aumentar a produção e responder a demanda do bebe.
O que falta é tirar essa visão paternalista dos médicos, médicos não são deuses, não sabem tudo e prova disso é falar algo como leite materno fraco que a as evidências cientificas já provaram N vezes que NÂO EXISTE. Devemos adoptar a postura critica, questionar e pesquisar por conta tbm , a internet é uma ferramenta óptima para nos reeducarmos, basta sabermos aonde buscar as informações. Temos deixar de dourar a pílula e enxergar com olhos de ver que os médicos não são uns queridinhos amadinhos que fazem tudo para o nosso bem, ninguém no mundo inteiro quer saber mais da nossa própria saúde e da saúde dos nossos filhos do que nós próprio e sinceramente acho um bocado imaturo e desinformado colocarmos sobre os ombros dos médicos decisões sobre nossa saúde, infelizmente a maioria das pessoas não usam do sei direito de decisões informadas, o papel do médico é informar e a nós cabe escolher se queremos ou não e eles têm que nos dar os prós e contras de todas as opções que existem.

De Ana a 31.07.2013 às 19:47

Só para agradecer o comentário, que eu não tive paciência para escrever. Pois também eu afirmei que sim, o senhor estava errado. Obrigada :)

Comentar post







Digam-nos coisas

apipocamaisdois@gmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D