Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



AVENTuras da Mamã #8

por A Pipoca Mais Doce, em 13.08.13



A escolha do pediatra

 

A escolha do pediatra era mais uma daquelas coisas que gostávamos de ter tido tempo de decidir antes de o Mateus vir ao mundo. Queríamos ter pesquisado com alguma calma, marcar a primeira consulta atempadamente, etc e tal. Como não deu para nada disso, quando o miúdo nasceu percebemos que tínhamos de nos virar. E depressinha. Avisaram-nos que a primeira consulta devia ser até aos dez dias de vida, só para checar se estava tudo ok, fazer o planeamento das vacinas, etc e tal. Como estamos em época de férias, não conseguimos marcar com nenhum dos médicos que nos tinham recomendado, por isso arriscámos uma pediatra ao calhas num hospital privado, com a ideia de depois escolhermos o definitivo. Acabámos por simpatizar com a médica que nos calhou em sorte, uma daquelas que explicam tudo pacientemente, que não atendem as pessoas a despachar. A verdade é que, nessa primeira consulta, tinha o miúdo uns 8 ou 9 dias, eu ainda não tinha grandes perguntas. Agora, ao fim de três semanas, já percebi que tenho de apontar num papelinho tudo o que quero perguntar na próxima consulta (dúvidas, dúvidas, dúvidas).

 

Na escolha de um pediatra acho que há alguns factores a ter em conta. A saber:

- A experiência. Eu sei que é um requisito básico, mas pronto. É sempre bom ouvir a opinião de amigos que já sejam pais e que possam indicar alguns nomes de confiança;

  • A localização. Se só tiver consultório a 53 km de casa é capaz de não dar muito jeito;
  • Que trabalhe num hospital (preferencialmente público) para além do seu consultório;
  • Que seja de marcação fácil. Se for um daqueles super requisitados que só têm vaga a cada oito meses é para esquecer;
  • Que não chegue duas horas atrasado em cada consulta;
  • Que atenda o telemóvel e que responda a mails e a mensagens. Dentro, claro, dos limites do normal e sem os habituais abusos por parte dos pacientes. Eu sou o oposto. Odeio estar a chatear pessoas, odeio estar a ligar. Eu sei que os médicos (também) estão lá para isso, mas custa-me mesmo. Ainda não chateei esta pediatra uma única vez, também porque ainda não houve assim nenhuma situação de grande urgência. Tenho exposto as minhas dúvidas a uma amiga pediatra, mas tento mesmo não abusar. Há dias em que me apetece ligar-lhe umas sete vezes, mas sou pessoa que se controla;
  • Que seja afável (não me dou bem com pessoas trombudas e que nunca se riem de uma piada), atento, interessado mas, ao mesmo tempo, descontraído. Para stressadinha das doenças basto eu;
  • Que não desvalorize as nossas dúvidas e não responda sempre “isso é normal”. Gosto de perceber os porquês. Também convém que não seja fundamentalista em relação a nenhum assunto;
  • Já agora, que trabalhe com o nosso seguro de saúde;

 

Basicamente, acho que é isto. Uma amiga sugeriu-me que consultasse o pediatra da filha dela, um daqueles conhecidos e com livros publicados, e apesar de ter a melhor das impressões dele tenho medo que nunca tenha tempo para nada e que se perca no meio de mil afazeres. Acho que vamos marcar uma consulta só para ver que tal. Pode ser que o Mati simpatize com ele. =)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:26


1 comentário

De Isabel a 13.08.2013 às 16:15

Olá Pipoca,

Eu mudei de pediatra no 1º mês da minha filha mais velha exactamente porque não senti essa empatia de que falas. Pessoas que não sorriem não me conquistam (e, quer dizer, pediatras que não sorriem devem estar na profissão errada!).
O pediatra actual dos meus filhos, apesar de super ocupado, recebe-nos sempre como se fossemos os seus únicos pacientes. E atende os telefonemas que lhe faço (também não abuso...).
Quanto aos "isso é normal" eu nem me importo de ouvir... Se é normal, óptimo! ;o)
Felicidades!

Comentar:

De
(moderado)
Este blog tem comentários moderados.
(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres
Inserir emoticons






Digam-nos coisas

apipocamaisdois@gmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D