Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



AVENTuras da Mamã #22

por A Pipoca Mais Doce, em 18.11.13



Dormir: para cima, para baixo ou de lado?

 

Na história dos bebés o que não faltam são teorias sobre a melhor posição para os pôr a dormir. Ao longo dos anos, a coisa foi mudando. Já foi de barriga para baixo, já foi virados de lado, agora é de barriga para cima. Isto é especialmente complicado de explicar às avós que, ao longo dos tempos, vão assistindo a todas estas mudanças. É por isso que, de quando em vez, se saem com um “ai, isto agora é assim? No meu tempo era assado”. Pois. Mas tudo evolui, há cada vez mais estudos sobre os bebés, e é normal que as opiniões vão mudando, de forma fundamentada, tendo em conta o bem-estar da criançada. Pela parte que me toca, não arrisco. Se dizem que é para o deitar de barriga para cima, é de barriga para cima que ele fica. No curso de preparação para o parto também nos alertaram para o facto de as avós ou outras pessoas mais velhas ainda acharem que se faz de outra maneira, pelo que é necessário actualizá-las e explicar como é que é (mesmo que nos lancem um olhar magoado e respondam “criei três filhos e quatro sobrinhos e nunca aconteceu nada!”). Segundo a Sociedade Portuguesa de Pediatria, dormir de barriga para cima é a posição mais segura para o bebé , e há estudos que indicam que diminui em 70% a probabilidade de morte súbita. Supostamente, quando o bebé dorme de lado ou de barriga para baixo, inspira o mesmo ar que inspira, com menos oxigénio e que pode levar à asfixia do bebé. Há quem contra-argumente com a questão do vómito, mas se o bebé se engasgar vai tossir e manifestar-se, conseguimos ouvir e socorrê-lo. Se morrer por asfixia é uma morte silenciosa. Não vos quero, de todo, assustar com este assunto, mas acho importante falar disto. Imagino que todas as maternidades partilhem da mesma ideia  e  o transmitam às mães, mas nunca é de mais. Apesar de seguir todas as regras de segurança, confesso que é rara a noite em que, num momento ou outro, não vou espreitar o Mateus só para me assegurar de que está tudo bem. Vejo se está quentinho, se está a respirar, às vezes chego ao ponto de o abanar assim muito ao de leve, ou de lhe fazer uma festinha na cara, só para ver se reage. Paranóias de mãe, mas não há nada a fazer. Aflige-me muito a ideia de que lhe possa acontecer alguma coisa estando ele ali ao meu lado e eu sem me dar conta. Tento cumprir todas as regras de segurança (não o tapar acima dos ombros, não ter brinquedos espalhados no berço, não o aquecer demasiado), mas há sempre alguma coisa que nos pode escapar. Mas pronto, dormir é de barriga para cima. Pelo menos, até se lembrarem de uma nova tese sobre o assunto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:33


21 comentários

De Margarida a 21.11.2013 às 09:22

"inspira o mesmo ar que inspira" com quem diz expira o ar que inspira.
e essa "paranóia" de mãe fez-me lembrar a cena inicial do filme terms of endearment ahah

De Catarina Sofia a 21.11.2013 às 18:05

Boa tarde Pipoca,

De facto é muito complicado dissuadir os avós dos hábitos que têm, porque, de facto, criaram filhos, sobrinhos, e nunca aconteceu nada. Muitas vezes esta tarefa é ainda dificultada pelas pessoas que têm uma mentalidade recta e não estão nem aí para ouvir o que temos a dizer. É preciso paciência e saber explicar as coisas.
Só uma coisa, quando falas que quando o bebé dorme de lado ou de barriga para baixo dizes "inspira o mesmo ar que inspira". Suponho que o que quisesses dizer fosse 'inspira o mesmo ar que expira'.
Não é um assunto que assuste. Todos os dias são dias para aprender. Portanto é só uma prevenção para todas as mamãs que não estão tão bem informadas acerca deste tema.

Aproveito a oportunidade, enquanto enfermeira, para te congratular. Este é um blog simples, acessível e que esclarece muitas das duvidas das grávidas e mamãs. Alem disso é um apoio muito grande para as mães que não podem contar com o apoio dos maridos, família alargada, etc.

Beijinhos
Catarina

De S a 21.11.2013 às 23:31

Acho que sim, as normas de segurança devem ser respeitadas, mas cuidado com o achatamento da cabeça do bebé.

É muito importante que o bebé passe também pelas outras posições, pois os ossos da cabeça dos bebés são muito moles e deformam quando eles permanecem sempre na mesma posição.

Há muitos bebés atualmente com achatamento posterior da cabeça (braquicefalia), pela posição mantida de barriga para cima.

O lado para onde a cabeça fica rodada, também deve ser alternado.

A posição de barriga para baixo, embora desaconselhada para dormir, é essencial para o desenvolvimento dos músculos do pescoço e costas, por isso deve ser promovida quando as crianças estão acordadas.

De Alexandra a 22.11.2013 às 08:34

por acaso também fui logo informada dessas teorias todas e sendo enfermeira aprendi, no curso, a posicionar o bebé de lado para dormir. Quando fui mãe (há 3 anos) já era de barriga para cima que os especialistas aconselhavam. No entanto, cedo me apercebi que estando a minha miúda habituada a dormir ou simplesmente a aconchegar-se no meu peito (nasceu com o brutal peso de 1,800kg pelo que não era coisa que fizesse muito peso), dormia muito mais tranquila se fosse de barriga para baixo. Dormiu de barriga para cima até aos 2 meses mas acordava sempre muito ou tinha um sono mais irrequieto. De barriga para baixo ela aninhava-se e dormia ali santas noites. Sempre vigiada e tendo em conta outros aspetos de segurança, claro. É que nisto dos bebés não há fórmulas iguais para todos... e ainda bem que sabemos ir adaptando :D

De Anónimo a 22.11.2013 às 15:07

Queremos um post sobre a iniciação do Mateus nas sopas :)))))

De Patricia a 22.11.2013 às 19:35

Eu também sempre deitei a Leonor de barriga para cima, mas aos 6 meses a menina começou a ter vontade de dormir de lado. Quando preciso de a adormecer ela gosta de fazer conchinha comigo.

De Sonia a 22.11.2013 às 22:38

O meu dorme de barriga pra cima. Esteve 10 dias na incubadora de barriga pra cima e cabeça sempre ora para um lado, ora para o outro...ele bolsava, engasgava, mas com a cabeça de lado sempre conseguiu deitar o líquido para fora sem se atrapalhar. Agora continua a dormir de barriga para cima, mas como já consegue mexer a cabeça, vai mudando a posição. Mas só fica com a cabeça ao centro quando está acordado a olhar para nós.

De Lina a 24.11.2013 às 15:24

Pois, o meu filho nasceu prematuro com 33 semanas 3 esteve internado no Serviço de Neonatologia da Maternidade Julio Dinis e os bebés eram sempre deitados de lado...(isto foi em Setembro de 2013)....

De Juju a 24.11.2013 às 18:03

Muito bom post Pipoca.
Elucidativo e esclarecedor.
Pois é erro todos nós cometemos, mas é bom evitar surpresas.
Eu tive uma amiga que tinha um bebê de 2 anos e ele estava com febre, e ela estupidamente deu-lhe um comprimido, em vez do remédio em gotas. Sei lá porque achou que ele conseguia engolir, bem tragicamente o bebe morreu em poucos minutos sem chances de reanimação. Fiquei tão traumatizada que sou como a Pipoca, olho toda hora.

De Adriana a 24.11.2013 às 20:20

Pipoca não deixes este blog morrer!!

Comentar post







Digam-nos coisas

apipocamaisdois@gmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D