Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mateus emancipado

por A Pipoca Mais Doce, em 02.01.14

E pronto. Ontem foi a noite em que o Mateus rumou ao quarto dele. Contra a minha vontade, claro, que por mim ficava no nosso quarto até aos 14. Anos! Mas pronto, o paizinho estava morto para o mudar de quarto, para poder voltar às séries e aos filmes nocturno, por isso achou que a primeira noite do ano era a ideal. E lá foi pequeno texugo para o seu quarto e para a cama de grades. Já nos tinham dito para não deixarmos passar os sete meses, porque é a altura em que eles sente mais as mudanças, por isso lá foi ele, do alto dos seus cinco meses e meio . E claro que deu pela mudança, e foi um 31 para o adormecer. Pu-lo na cama pé ante pé, mas eis que acordou e foi um berreiro. Chorava, íamos lá, acalmava, chorava, íamos lá, acalmava, e assim sucessivamente. Até que nem connosco ao lado se acalmou, berrava como se o mundo fosse acabar. Dei-lhe a mão, expliquei-lhe que não o ia tirar da cama, que estava ali com ele, que podia dormir descansado, mas a pedagogia não resultou. Foi uma bonita tentativa, mas sem resultados. E, claro, bambi como sou acabei por ceder e dar-lhe colo. Calou-se no mesmo instante. Nunca se viu tanta manhosice junta. Adormeceu em três minutos, voltei a pô-lo na cama e dormiu a noite toda. Ufaaaaaaa! Tive ali um grande dilema moral quando o tirei da cama, só pensei que estava a ceder, que estava tudo estragado, que nunca mais ia conseguir fazer nada dele, mas depois não quis saber. Não era capaz de o deixar a chorar mais, por isso peguei-lhe e enchi-o de beijos. Pelo meio fui trocando umas mensagens com a minha querida Constança, do Espaço Cegonha, que me tranquilizou e me disse que o instinto era a melhor arma. Disse-me também que deixá-lo chorar é que lhe ia criar inseguranças e medos e necessidade de estar sempre a chamar,  por isso não fazia mal nenhum em dar-lhe colo. E, se fosse preciso, até podia voltar atrás e deixá-lo dormir no nosso quarto, que às vezes estes processos levam tempo. Não foi preciso, ele acabou por domir bem e não estou nada arrependida de ter cedido e lhe ter dado colo. Se não posso dar agora vou dar quando? Lá ficou ele na caminha dele e lá fiquei eu agarrada ao intercomunicador, sempre a espreitá-lo, com medo que aquilo não desse sinal caso ele chorasse. Já quase de manhã aquilo começou a apitar com falta de bateria e eu dei um salto tão grande da cama que até fiquei indisposta. Acredito que, noite após noite, vá sendo mais fácil, mas confesso que gostava muito de o ter ali no berço, mesmo ao lado. Gostava de acordar, espreitar lá para dentro e vê-lo a rir-se para mim. De manhã o pai foi buscá-lo e enfiou-o na cama comigo, e ali ficámos meia horinha na ronha e aos beijinhos. Vamos ver como corre hoje... aiiiii... =(

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:55


18 comentários

De marina a 02.01.2014 às 20:43

Ai o colo! Uso e abuso! A minha filha dorme no seu quarto desde recém-nascida, mas eu durmo lá ao pé dela. Depois do banho, come e colo! Quando está bem ferrada, deito-a no berço. Como dou de mamar, ela acorda às horas em k tem fome e lá estou eu. E colo para adormecer e, olha, tenho é de aproveitar. Quando ela começar a andar, quer é estar livre.

De lucia a 02.01.2014 às 22:45

Não tive tempo de ler o post todo mas é só para dizer que adormeci o meu filho ao colo até já não aguentar com ele e hj deito-me na cama dele até adormecer ( 5 minutos ) e sabem-me tão bem esses momentos e ele não é nem mais nem menos manhoso, medroso e outras coisas mais que as outras crianças. Aproveita enquanto podes e eles querem, depois são só lembranças, bjs

De Caco a 03.01.2014 às 02:58

Eu confesso que sou daquelas que tem vindo a chutar para a frente com a barriga...Baby Caco acabou de fazer 11 meses e ainda está no nosso quarto. A principal razão é mesmo a tranquilidade que me dá saber que é só estender um braço e ele está ali ao lado... É frequente ele chorar a sonhar e basta dar-lhe a chucha que acalma logo. É muito mais simples para mim estando ali ao lado... Já passamos o timings dos 6 meses, dos 9, do Natal, agora o prazo definido é primavera :-)

De Lucia a 03.01.2014 às 10:46

Pipoca...ainda hoje me arrependo amargamente de me ter armado em durona e ter deixado a minha filha chorar (as 2 ou 3 vezes que ela chorou para adormecer em bebé)...as consequências foram muito aborrecidas, quando foi para a escola não permitia que fechassem a porta da sala de aula e ainda hoje (com 6 anos) tem de dormir de porta aberta e luz do corredor acesa :(
uma coisa aprendi, sem dúvida que as mães/pais devem AMAR, PROTEGER e cuidar infinitamente, amor e protecção tornam as crianças mais seguras, nada é para sempre e um colinho quando estamos angustiadas é do melhor que há! (o que seria de nós se quando precisassemos de mimo nos virassem as costas????!)
E vai haver mais alturas em que o Mateus vai chorar porque quer alguém ao lado dele para adormecer..o meu principio sempre foi: rotinas e mimo à noite, por isso conversamos sobre o dia que passou, leio sempre uma história (desde os 8 meses..), apago a luz e faço 2 ou 3 min de festinhas nas costas mas faço questão de sair do quarto com ela acordada (por vezes a quando ela pede, nas vésperas de fds adormeço ao lado dela ehehehe), nos dias de "carência" obviamente que lhe dou mais mimo!
Se não formos nós o "porto seguro" dos nossos filhos, quem mais pode ser? e penso que é de pequenino que se constrói a confiança mãe-filha :)!

De Rita Veludo a 03.01.2014 às 11:44

Oh Pipoca, colo e mimo nunca são demais! Dê muito, enquanto pode, depois pesam quase 30 quilos como a minha filha e ainda lhe pego, com muito sacrifício, mas é tão bom...
Eu nunca fui capaz de deixar os meus filhos a chorarem.
Em relação à mudança de quarto, os meus só se "mudaram" quando deixaram de mamar, um com 9,5 meses e outro com 10,5 meses, e não estranharam nada, pois já adormeciam habitualmente sozinhos na seu berço.
Acho que nos custa mais a nós que a eles, pois quando estão ao nosso lado ouvimos logo, e torna-se mais simples. Eu não tenho intercomunicador, por isso durmo mesmo de porta aberta!
Que tudo corra muito bem!

De alfacinha a 03.01.2014 às 12:24

Well done ! Tão bom sentir que essas mudanças se dão e sem grandes dramas :) Vou deixar-vos uma dica que a "minha Constança" me deu quando a minha filha era pequenina (por coincidência tb a mudámos para o quarto exactamente com a idade do Mateus): arranjar qq coisa que o aconchegue na cama de grades! Connosco foi mágico!! O berço é sempre mais cosy que a cama de grades e, por vezes, um bebe pode reagir a esse espaço maior ao seu redor. Ela sugeriu uma almofada de um dos lados, por exemplo. Eu acabei por usar uma daquelas almofadas tipo "chouriço" e foi milagroso :) Passado uns tempos tirei e já ela estava mais que habituada. Bjs e parabéns! Ele é um boneco!

De Raquel Alves a 04.01.2014 às 00:49

É uma fase que custa um bocadinho...pois sem dúvida é maravilhoso podermos levantar a cabeça e vê-los (nos meus 2 filhotes mais pequenos como mamavam de noite até aos 5/6 meses custou-me mais, havia uma maior dependência e quando o decidi fazer por volta desta altura tive que ir afastando o berço da minha cama até passarem de vez para o quarto deles...), mas sem dúvida nenhuma é o mais saudável para o sono deles e para o casal.
Quanto ao colinho tambèm sou adepta, mas guardo-o para quando eles estão ainda acordados, pois fora uma excepção ou outra (seguindo o nosso instinto quando nada mais os acalma-ainda noutro dia o fiz com o meus bébé de 22 meses), é uma coisa que também não acho q seja bom para eles...eles devem aprender adormecer sózinhos e voltarem a dormir sem despertarem quando acordarem durante a noite. Nem sempre é fácil...mas eu acho q vale a pena...pois nada melhor que uma noite bem dormida para todos que todos (pais e bebés acordarem bem dispostos e com disposição uns para os outros) ;)

De ML a 04.01.2014 às 15:38

O meu mudou de quarto aos 4 meses. Dormiu e continua a dormir lindamente até hoje. Tem 14 meses.

E colo... Pipoca? Dou muito!! E não foi por isso que deixou de adormecer sozinho sempre que o deito na caminha.
Deito-o. Ligo aquela bola da chicco que projeta estrelas e dá música e ele lá fica, passado 10 minutos está a dormir.

Acho que isso de colo e mimos a mais é treta! Ninguém me tira da cabeça que isso depende dos bebés e até da fase que estejam a passar.
Se há dias ou fases que o príncipe precisa e pede colo não recuso! E dou-lhe! Se não tiver agora vai ter quando?

Comentar post


Pág. 2/2






Digam-nos coisas

apipocamaisdois@gmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D